Escreva o que Procura

 

demônio, satanás

Posted on

Diabo, Acusador, Adversário. l. o falso acusador, que calunia Deus perante o homem, e o homem perante Deus. Em Gn 3.5 procura o demônio fazer crer que Deus é um dominador arbitrário e egoísta. Como acusador do homem, vide caps. 1 e 2. Ele é descrito como ‘acusador de nossos irmãos, o mesmo que os acusa de dia, e de noite, diante do nosso Deus’ (Ap 12.10). Sobre a natureza e estado original de Satanás pouco se acha revelado nas Escrituras, mas insinua-se o seu poder sobre a alma. Na parábola do semeador (Mt 13.19), é ele apresentado como arrancando dos corações a boa semente – e na do trigo e joio é ele pintado como introdutor do mal no mundo. Paulo declara a Agripa que a sua missão era desviar os homens do poder de Satanás, levando-os para Deus (At 26.18) – e quando quer considerar os homens como separados da graça de Cristo, a sua frase é ‘entregue a Satanás’ (1 Co 5.5 e 1 Tm 1.20). E achamos a expressão ‘sinagoga de Satanás’ (Ap 2.9 – 3.9) – e também ‘coisas profundas de Satanás’ (Ap 2.24). Na epístola aos Hebreus fala-se da morte de Cristo, como tendente a destruir ‘aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo’ (Hb 2.14). As ‘ciladas’ (Ef 6.11),’os desígnios’ (2 Co 2.11), ‘o laço do diabo’ (1 Tm 3.7 e 6.9, 2 Tm 2.26), são expressões que indicam a natureza do poder do mal. os demônios que têm o poder de tentar as almas como que constituem um exército de que Satanás é chefe (Mt 12.24,26 – Lc 10.18 – At 10.38 – Ef 6.12). A Escritura descreve os pecados como ‘obras do demônio’, e atribui ao inimigo da luz o erro e o mal (2 Co 11.14,15 – 1 Ts 2.18 – Ap 2.10 – 20.10). Satanás é apresentado como tentador, superior a qualquer outro – os principais exemplos que a Escritura nos mostra acerca da sua atividade neste gênero, são as tentações de Eva e de nosso Senhor (*veja Satanás). 2. Ao demônio, como objeto de culto, ao qual eram oferecidos sacrifícios propiciatórios, há referências em Lv 17.7 – Dt 32.17 – 2 Cr 11.15 – Sl 106.37. (Cp. com Ap 9.20 – e *veja Sátiro.)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *