Escreva o que Procura

 

Provérbios Capítulos

Posted on

Provérbios

A data da autoria do Livro de Jó seria determinada pelo autor. Os provérbios de Salomão foram escritos por volta de 900 aC Durante seu reinado como rei de Israel, a nação atingiu seu auge espiritual, política, cultural e econômica. À medida que a reputação de Israel aumentava, também crescia a do rei Salomão. Dignitários estrangeiros dos confins do mundo conhecido viajaram grandes distâncias para ouvir o sábio monarca falar ( 1 Reis 4:34).

Livro de ProvérbiosLivro de Provérbios
Provérbios 1Provérbios 17
Provérbios 2Provérbios 18
Provérbios 3Provérbios 19
Provérbios 4Provérbios 20
Provérbios 5Provérbios 21
Provérbios 6Provérbios 22
Provérbios 7Provérbios 23
Provérbios 8Provérbios 24
Provérbios 9Provérbios 25
Provérbios 10Provérbios 26
Provérbios 11Provérbios 27
Provérbios 12Provérbios 28
Provérbios 13Provérbios 29
Provérbios 14Provérbios 30
Provérbios 15Provérbios 31
Provérbios 16

O que o livro de Provérbios está relacionado?

Conhecimento nada mais é do que o acúmulo de fatos brutos, mas sabedoria é a capacidade de ver as pessoas, eventos e situações como Deus os vê. No livro de Provérbios, Salomão revela a mente de Deus em assuntos elevados e elevados e também em situações comuns, ordinárias e cotidianas. Parece que nenhum assunto escapou à atenção do Rei Salomão. Questões relativas à conduta pessoal, relações sexuais, negócios, riqueza, caridade, ambição, disciplina, dívida, paternidade, caráter, álcool, política, vingança e bondade estão entre muitos outros tópicos abordados nesta rica coleção de palavras sábias.

O livro de PROVÉRBIOS reúne várias coleções de provérbios, comparações, máximas, enigmas e alegorias, em sua maioria colocados sob a autoridade de “Salomão, filho de Davi, rei de Israel” (1.1). Essa atribuição se deve ao fato de a tradição israelita considerar aquele famoso rei como o “sábio” por excelência. De acordo com o primeiro livro dos Reis, ele “proferiu três mil máximas” (1 Reis 5.12) e sua sabedoria “superou a de todos os orientais e de toda a sabedoria do Egito” (1 Reis 5.10).

Dentro dessa ampla gama de gêneros literários, a expressão mais frequente e característica é o aforismo ou ditado curto e contundente, que contém uma verdade útil para a vida. Em algumas passagens do Livro dos Provérbios – como em outros Livros de Sabedoria do Antigo Testamento – notáveis ​​influências da sabedoria egípcia e oriental antigas são percebidas, e até mesmo várias frases de dois sábios estrangeiros são encontradas nele (30,1-14; 31 1-9). Isso destaca o apreço de Israel por essa sabedoria ancestral e sua capacidade de assimilá-la criativamente, tornando-a compatível com as demandas de sua própria fé.

A visão teológica expressa no livro é relativamente direta. O Senhor é o Criador do mundo e tudo fez com sabedoria. Os traços dessa sabedoria divina foram gravados em cada uma de suas obras. Portanto, quem se empenha em abrir os olhos para a realidade que o rodeia, encontrará o caminho que o conduz à vida e o liberta da morte. O importante é buscar a ordem estabelecida por Deus no mundo e viver em conformidade com ela. Mas a aquisição de sabedoria pressupõe certas condições morais. Uma atitude especificamente sapiencial é atender às advertências e exortações dos sábios, que são os portadores de uma experiência acumulada ao longo dos séculos.