Escreva o que Procura

 

Mateus 2

Posted on

CAPÍTULO 2 (01 d.C.) A VISITA DOS MAGOS DO ORIENTE , nascendo Jesus em Belém da Judéia (Mg. 5:2) nos dias do rei Herodes, eis que uns Magos vieram do oriente a Jerusalém,

2 Dizendo: Onde está Aquele que nasceu para ser Rei dos judeus? Porque Sua Estrela vimos no oriente, e viemos a adorá-Lo.

3 Ouvindo isto o rei Herodes, perturbou-se, e com ele, toda Jerusalém.

4 E, convocados todos os Principais dos Sacerdotes e os Escribas do povo, interrogou-lhes sobre onde havia de nascer o Cristo.

5 E eles lhe disseram: Em Belém da Judéia, porque assim está escrito pelo Profeta,

6 E tu, Belém, da Terra de Judá, não és de modo nenhum a menor entre as capitais de Judá, porque de ti sairá o Governante, que apascentará o Meu povo de Israel (Mg. 5:2).

7 Então Herodes, chamando secretamente (em privado) os Magos, inquiriu deles diligentemente acerca do tempo em que a Estrela lhes aparecera.

8 E enviando-os a Belém, disse: Ide, e perguntai com diligência pelo Menino, e, encontrando-O, me avisem para que eu vá, e também O adore.

9 E, tendo eles ouvido o rei, partiram; e eis que a Estrela que tinham visto no oriente ia adiante deles, até que chegando, se deteve sobre o lugar onde estava o Menino (não em Belém, mas noutro lugar, talvez até em Nazaré),

10 Quando viram a Estrela (onde parou a Estrela), regozijaram-se sobremaneira com muito grande gozo.

11 E entrando na casa (não o estábulo aonde Ele nasceu, em Belém), viram o Menino com Sua Mãe Maria, e, prostrando-se, O adoraram; e, abrindo seus tesouros, Lhe ofertaram dádivas: Ouro, incenso e mirra.

12 E, sendo por divina revelação avisados em sonhos, para que não voltassem pata junto de Herodes, partiram para a sua Terra por outro caminho. A FUGA PARA O EGITO

13 E, tendo eles, se retirado, eis que o Anjo do Senhor apareceu a José em sonhos, e disse: Levante-te, toma o Menino e sua Mãe, e vai para o Egito, e fique lá até que Eu 1702 te diga, porque há de acontecer que Herodes procurará o Menino para O matar.

14 E, tendo se levantado, tomou o Menino e sua Mãe de noite, e foi para o Egito:

15 E esteve lá até à morte de Herodes, para que se cumprisse 9 que foi dito da parte do Senhor pelo Profeta, que disse: Do Egito chamei o Meu Filho (Os. 11:1). A MATANÇA DOS MENINOS EM BELÉM

16 Heródes então, como se viu iludido pelos Magos (não fizeram caso da demanda dele, que, ao encontrar o Menino, deveriam retornar onde ele estava, e lhe avisar), zangou-se muito, e ordenou que fossem mortos todos os meninos da idade de dois anos abaixo, que havia em Belém, e em todos os seus termos, conforme o tempo que inquirira dos Magos (estas palavras decidem que, menos de dois anos transcorreram desde que Herodes entrevistou os Magos).

17 Então, se cumpriu o que foi dito pelo Profeta Jeremias, que diz:

18 Em Ramá, foi ouvida voz de grande lamentação, choro e grande pranto, Raquel que chora os seus filhos, não querendo ser consolada, porque já não existiam (Jr. 31:15). A VOLTA DO EGITO A NAZARÉ

19 Morto Herodes, então eis que o Anjo do Senhor apareceu, num sonho a José, no Egito (é o terceiro de quatro sonhos dados a José pelo Senhor ),

20 Dizendo: Levanta-te, toma o Menino e sua Mãe, e volta à Terra de Israel, porque já morreram os que procuravam a morte do Menino.

21 Então, ele se levantou, tomou o Menino e sua Mãe, e foi à Terra de Israel.

22 E, ouvindo que Arquelau reinava na Judéia em lugar de Herodes, seu pai, teve receio de ir lá; mas advertido em sonhos por divina revelação de Deus, foi para as regiões da Galiléia (o quarto e último sonho registrado, conforme os dados pelo Senhor a José).

23 E chegando, habitou numa cidade que se chama Nazaré, para que se cumprisse o que foi dito pelos Profetas: Ele será chamado Nazareno (a palavra “Nazareno” precisamente teve a intenção de demonstrar à “ação” em vez da localização; será desprezado, assim como Nazaré foi desprezada [Jo. 1:46]).

Nota: A explicação do versículo está entre parênteses (), inicia a explicação (explicação), continua o próximo verso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *