Skip to content

fera

Quando esta palavra se usa em oposição ao homem, significa qualquer criatura animal (Sl 36.6). Quando se aplica aos répteis, como em L*veja 11.2 e 7. 29,30, entendem-se animais de quatro pés como distintos dos de dois. Quando Paulo diz em 1 Co 15.32 que combateu em Éfeso contra as feras não quer isso dizer que o Apóstolo foi ao anfiteatro lutar, como os gladiadores, mas sim que teve de contender em Éfeso com homens de igual ferocidade. Com certeza não se refere ao tumulto no teatro, porque isso aconteceu mais tarde. Há, ainda, outras passagens em que é usado o termo para significar o procedimento selvagem de homens perseguidores e desenfreados (Sl 22. 12 – Ec 3.18 – is 11.6 a 8, etc.). Sob o governo do rei de Nínive, os animais tomaram parte no jejum do povo (Jn 3.7,8). A Lei de Moisés protegia os animais contra o mau tratamento de donos cruéis, embora eles sofressem, juntamente com o culpado, os juízos de Deus (Êx 9.6 – Sl 135.8). Quanto a ser a palavra besta empregada por S. João na significação de Roma, *veja o termo Apocalipse.